sexta-feira, março 17, 2006

MANUSCRITOS DO MAR MORTO E OS SEUS SEGREDOS ESCONDIDOS

Os Manuscritos do mar Morto constituem a maior descoberta arqueológica do século 20, segundo os estudiosos. Os pergaminhos reúnem os mais antigos documentos bíblicos já encontrados e os textos que descrevem o cotidiano de uma comunidade que há 2 mil anos vivia isolada no deserto de Qumran, em Israel, e cujas práticas foram absorvidas pelo nascente cristianismo.
Os pergaminhos de pele de cabra e ovelha, embrulhados em panos de linho, foram descobertos acidentalmente por um pastor de uma tribo de beduínos, em 1947, dentro de jarros de barro escondidos em cavernas. São cópias de trechos do Antigo Testamento e descrições das crenças e dos costumes dos essênios, uma seita judaica que viveu há 2 mil anos na região do mar Morto.
Escavações que duraram cerca de dez anos desenterraram quase mil manuscritos em aramaico, hebraico e grego. Alguns rolos foram recuperados praticamente inteiros, e outros não passavam de fragmentos que formavam um imenso quebra-cabeças.
Mais uma vez, encontramos textos antigos falando de carros celestes, de filhos do céu, de rodas e da fumaça que as aparições voadoras espalham a seu redor :
"Atrás dos seres vi um carro que tinha rodas de fogo e cada roda estava cheia de olhos em toda a volta e em cima das rodas havia um trono e este estava coberto por fogo, que fluía em sua volta."
Até hoje não sabemos quem teria escrito nesses rolos, nem quem eram os habitantes da Vila de Qumran.
Fontes para a eleboração deste artigo:
- Os Manuscritos do Mar Morto Hoje, de James C. Vanderkam
- 101 Perguntas sobre os Manuscritos do Mar Morto, de Joseph Fitzmyer
- Os Manuscritos do Mar Morto, de Geza Vermes

Sem comentários: